PUBLICIDADE

Propaganda-02.png

Mulher baleada com 5 tiros na cabeça por vizinho e socorrida consciente, foge de hospital

Caso foi registrado na noite de quarta-feira (17), no bairro Cidade Jardim, em Birigui (SP); ela estava internada na Santa Casa de Araçatuba (SP). Homem afirmou que cometeu crime após ser chamado de "cafetão".


Por Redação - Mantaro | 22/03/2021 • 19h07

Santa Casa de Araçatuba — Foto: Reprodução


A mulher de 38 anos, que foi socorrida consciente após ser baleada cinco vezes na cabeça por um vizinho, fugiu da Santa Casa de Araçatuba (SP), segundo informou a Polícia Civil nesta segunda-feira (22).


A tentativa de homicídio foi registrada na noite da última quarta-feira (17), no bairro Cidade Jardim, em Birigui (SP).


Ainda de acordo com a polícia, a vítima foi levada ao pronto-socorro, recebeu atendimento e foi transferida para a Santa Casa de Araçatuba.


A mulher passou por cirurgia para retirar três projéteis da cabeça. Porém, deixou o hospital antes de uma ambulância buscá-la.


O delegado responsável por investigar o caso informou que a vítima só sobreviveu porque as munições eram “velhas".


Tentativa de homicídio

Na noite da última quarta-feira (17), policiais militares foram acionados e se deslocaram até a Rua das Acácias, onde encontraram a mulher deitada, com ferimentos na cabeça e aguardando a chegada do resgate.


Consciente, a vítima relatou aos policiais que estava na casa dela, conversando com duas pessoas, quando um vizinho se aproximou e efetuou diversos disparos de arma de fogo.


A mulher foi socorrida e encaminhada para o Pronto-Socorro de Birigui. Profissionais de saúde fizeram exames e constaram cinco perfurações na cabeça da vítima.


Enquanto a mulher era atendida, o vizinho suspeito de realizar os disparos chegou ao local da ocorrência. Ele negou o crime e alegou que estava fazendo compras em um supermercado, quando recebeu uma ligação de familiares informando sobre a tentativa de homicídio.


No entanto, após ser levado à delegacia, o homem acabou confessando que atirou na cabeça da vizinha após ser chamado de ‘cafetão’ e jogou a arma no Córrego do Baixote, recebendo voz de prisão em flagrante.


O calçadista de 27 anos, preso por atirar cinco vezes na cabeça de uma vizinha em Birigui (SP), afirmou à Polícia Civil que cometeu o crime após ser chamado de “cafetão” e acusado de vender a mulher para o marido da vítima, segundo consta no boletim de ocorrência.


O delegado responsável por investigar o caso compareceu ao Pronto-Socorro, onde recebeu a informação de que a vítima estava com quatro projéteis alojados no crânio.


A médica permitiu que o delegado falasse com a mulher. Ela confirmou a versão apresentava anteriormente e afirmou que o vizinho fez diversos disparos de arma de fogo, principalmente quando ela estava caída.


De acordo com o delegado que investiga o caso, a vítima só sobreviveu porque as munições eram “velhas”. Ou seja, não causaram consequências mais graves.

REDES SOCIAIS